top

CONTATO



ROTEIRO DE REUNIÕES DE CURAS E IRRADIAÇÕES

A documentação doutrinária, vinda através da Mensageiria Divina, fará com que as comunicações informativas aos poucos diminuam. O que é fundamental basta e o que é minúcia facilmente se subentende. E a Revelação, assim sendo, terá menos serviço ilustrativo, para ter aplicação no sentido de advertência e consolo.

Aos poucos o Espiritismo deixará de ser objeto de discussão, de experiência, para ser trabalhado. Os verdadeiros espíritas agirão como funcionários do Espiritismo, como gente de casa e do trabalho, e não como discípulos de Tomé.

Algumas modalidades fenomênicas deixarão de ter importância, porque outras aumentarão de intensidade, com o desenvolvimento de outras e melhores faculdades. E dentre estas, a vidência, a clarividência, a psicometria, a audição e o desdobramento consciente irão produzir os melhores serviços.

De toda e qualquer maneira que se encare a fenomenologia mediúnica, o certo é que bem se encara, quando se o faz com a inteligência voltada ao progresso contínuo, até atingir, no curso dos milênios, aquilo que chamaremos de perfeita paridade com os altos planos da vida e com a máxima intensidade.

As reuniões de curas, irradiações ou passes à distância, pelo fato de terem quase tudo a contar com as faculdades supramencionadas, serão aquelas que irão marcando acentuada vigência.

Nelas cabe perfeitamente a pregação evangélica ou doutrinária, completando-se com o serviço de curas e irradiações, quando a vidência, a clarividência, a psicometria e o desdobramento consciente poderão ofertar suas maravilhosas validades.

Uma das vantagens imediatas é a doutrinação feita no espaço, bem relatada pelos videntes e psicômetras; porque além de atuar sobre multidões de elementos desencarnados precisantes, ninguém terá que ficar sob a influência dos fluidos nefastos de tais entidades, como acontece nas sessões comuns chamadas de doutrinação de sofredores.

Outra vantagem é o ser feita em plena claridade. Quanto mais claro, tanto melhor, pois o simples fato de haver muita luz ambiente, já é um potentíssimo elemento de ação contra os espíritos vibratoriamente inferiores. E ninguém negará, que a escuridão tem acarretado para o Espiritismo uma avalanche de maus conceitos. A escuridão prejudica, enfeia e causa péssima impressão.

Por motivos tais, e de Ordem Superior, organizamos um programa. Dirão, como tantos já nos disseram, que é difícil encontrar médiuns superiores, para realizar bons trabalhos dessa ordem: e nós responderemos como Jesus – pedi ao Senhor da Seara, que mande obreiros competentes.


ROTEIRO

  • Oração de abertura.

  • Pregação doutrinária, para preparar bom ambiente psíquico.

  • Comunicação dos Guias, curta e concisa. Apenas a saudação.

  • Uma rodada de vidência, para facilitar a todos a oportunidade, criando um campo favorável ao desenvolvimento de faculdades.

  • Com ou sem a Oração a Bezerra de Menezes, entrar no serviço propriamente dito, começando pela atenção aos presentes. É normal que os videntes e psicômetras falem dos serviços dos Guias, que é perfeitamente visível.

  • Quando costumam deixar nomes em papéis, sobre a mesa, fazer em seguida a concentração nesse sentido; aproveitando para atender os ausentes, pelos quais os presentes devem pedir. Também são vistos os trabalhos dos Guias, que devem ser relatados. Cada vidente, no caso de haver alguns, falará por sua vez.

  • Uma concentração feita em favor de Hospitais, etc. É comum serem vistos os trabalhos dos Guias, em Casas de Saúde, Hospitais, etc. Os médiuns de desdobramento podem sair e contar tudo com nitidez e perfeição. O trabalho dos Guias é maravilhoso e é uma Graça de Deus tê-los assim à vista.

  • Voltar as atenções aos espíritos sofredores. É notável o que se vê nesta hora, quando os guias e as Grandes Almas fazem projetar luzes e fartos elementos benéficos sobre multidões de sofredores. Os Grandes Seres, inclusive o Cristo Planetário, são vistos do cimo do Cone de Luz que se forma, a fazer jorrar um Orvalho Divino sobre todos os sofredores. De tal modo a coisa se passa, que é comum os videntes calarem, pois temem não ser acreditados pelos ouvintes. Isto é ruim, porque é deixar a Luz debaixo do alqueire...

  • Mentalizar a Mensageiria Divina, o chamado Espírito Santo ou de Verdade, desejando que estenda sobre a Terra o conhecimento da Verdade que livra, assim como está contido em Atos, capítulo um. É normal a modificação do ambiente, que passa a ser de brilho azulino-doirado. Comumente os videntes receiam falar, temendo a descrença dos ouvintes.

  • Entrar em sintonia, ou procurar fazê-lo do melhor modo, com o Cristo Planetário. Pensar em Condutores de Mundos e de Humanidades. Pedir ao Despenseiro Fiel e Prudente, que nos dê, para que tenhamos o que distribuir no mundo. É a hora em que a coloração ambiente vai do azulino-doirado para o opalino-cristal, em virtude de ser esta a Cor Crística. Alguns conseguem ver, no cimo do Cone de Luz, agora opalina, multidões luminosas a rodearem o Cristo, espargindo Luz Divina sobre a Terra inteira.

  • Procurar entrar em sintonia com a Essência Divina do Infinito. É quase impossível os terrícolas compreenderem Deus como Onisciente, Onipotente e Onipresente, mas é necessário lembrar que Deus não é individual e formal. Fazer saber que Deus não está num Céu exterior, mas que é essencial e está no imo de tudo e de todos. Os melhores videntes podem, agora, mergulhar na Luz Divina, sendo que muitos médiuns desdobrantes podem viajar, com seus Guias, aos mais Gloriosos Planos. Sabemos de alguns, que podem relatar, em maravilhoso êxtase, as celestiais paisagens do Quinto Céu para cima.

  • Oração de encerramento.

Repetimos: que haja muita luz no ambiente e que as Orações sejam feitas em silêncio. Quem dirigir a reunião, nada mais fará que comandá-la deste lado, jamais permitindo Orações em voz alta, porque isto atrapalha a boa concentração da maioria dos presentes.

A música é sempre um grande estimulante dos melhores pensares e sentires; é motivadora, com facilidade, da elevação do padrão vibratório. Tudo quanto sublima, auxilia o trabalho dos Guias Espirituais.

Fonte:
POLIDORO, Osvaldo; O Novo Testamento dos Espíritas, págs 255 a 259.
________________; Bezerra de Menezes e Narrativa Iniciática, pág 18.

Home |  Divinismo |  Doutrina |  Orações |  Livros |  Downloads |  Cursos |  Vídeos |  Cadastro |  FAQ |  Contato  

Copyright © 2000 / 2011 - Divinismo.org